Mensagens

2/10/2017 15:40 - Atualizado em 2/10/2017 15:40

A arte que Proclama o Reino

“Venha o Teu Reino. Seja feita a Tua vontade, assim na terra como no céu.”  (Mateus 6.10)

Um dos maiores desafios para uma vida cristã saudável é trabalharmos aspectos de nosso caráter que precisam ser mudados pela Palavra. Quando falamos em arte cristã, alguns aspectos precisam ser ainda mais destacados e trabalhados. Isso se mostra tão relevante quanto trabalhar questões técnicas e práticas.

É indispensável que um artista cristão maduro aprenda a lidar com suas emoções e a buscar o caráter de Cristo, usando sua arte como veículo para que o Reino de Deus seja anunciado.

“Venha o teu Reino, seja feita a tua vontade assim na terra como no céu”. Essa é a segunda petição da oração-modelo. Percebemos estar relacionada com Deus e sua vontade. A expressão “venha o teu reino” é um ato de rendição ao Senhorio de Deus. Precisa haver, por parte do cristão, uma entrega de si mesmo e dos seus caminhos à soberania de Deus. Hoje em dia enfatiza-se o fato de sermos Filhos do Rei, numa perspectiva de mão única, de Deus para o homem.

Entretanto, deveríamos enfatizar que Deus é Rei, no sentido de nós para Deus. Esta petição nos leva a perguntar quem está governando? A resposta é Deus que governa! Porém na nossa vida quem está no trono? Deus não divide sua glória e seu trono com ninguém. Deus tem estado no trono? Paulo disse “não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim”. Esta é a oração do “venha o teu reino”. Sem dúvida esta petição é uma atitude de comprometimento com os valores do reino de Deus. Como artistas cristãos, servos de Deus, vivemos nesta terra enfrentando as seduções dos valores mundanos que nos cercam. Porém Jesus nos ensina que os valores do Seu reino devem ser a nossa prioridade.

Até que ponto, em nossa arte, estamos apegados aos valores do Reino de Deus? Paulo cita três características dos valores que norteiam o reino. Romanos 14.17 – “Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo”. Sem dúvida, esta petição é um compromisso com a evangelização. Por isso a nossa arte deve proclamar o Reino de Deus, pois ele cresce quando outras pessoas se rendem ao seu domínio. Passam a ser servos de Jesus. Em João 3.3 Jesus respondeu, e disse-lhe: “Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus”.

A oração “venha o teu reino” não é passiva, mas um compromisso de se participar da expansão e concretização do Reino. O artista que ora, deve incluir-se na oração, oferecendo-se a Deus como resposta. Portanto, a pergunta que estamos nos fazendo como servos de Deus e artistas cristãos durante o ADORARTE 2017 é: A arte que praticamos tem realmente proclamado o Reino de Deus? Como artistas temos podido orar “Venha o teu Reino”?

MM Éder Campos

Recentes

Mensagem - Parabens professor

Educação Cristã

Parabéns, professor(a)!

Mensagem - Dividas o que fazer

Pastoral

Dívidas! O que fazer?

Mensagem - Jesus, transformação e vida

Evangelismo e Missões

Jesus, transformação e vida

Comentários

Deixe o seu comentário!

Todos os campos são obrigatórios.