Mensagens

22/02/2016 11:23 - Atualizado em 22/02/2016 11:23

Andemos em unidade

“Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor, que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz” Efésios 4.1-3

Vemos o apóstolo Paulo, na carta aos Efésios, exortando os cristãos para que não houvesse dissensão entre eles. Essa preocupação ocorre também na carta aos Coríntios, após Paulo receber a notícia de que havia contenda entre aqueles irmãos. Uns diziam que eram de Paulo, outros de Apolo, outros de Cefas e outros de Cristo.

Devemos nos atentar à grande preocupação e zelo do apóstolo para que houvesse unidade na igreja. Afinal, a Bíblia a coloca como família, rebanho, herança, corpo e noiva de Cristo. Na igreja deve ser estabelecida a cooperação entre os irmãos, de tal forma, que possibilite a cada um de seus membros a exercer seu ministério na direção da edificação do corpo de Cristo.

As Sagradas Escrituras nos mostram a variedade da graça de Deus à sua Igreja. Aprendemos que os dons, os serviços e as realizações são as mais diversas, mas que o Espírito é o mesmo e que é Deus quem opera tudo em todos, distribuindo os dons a cada um, como lhe apraz.

Não podemos negar a heterogeneidade existente na igreja, o que com certeza facilita a divergência de opiniões. Mas em vez de nos levar ao pecado, à falta de crescimento, essa diversidade deve nos alegrar, mostrando a grandiosidade de Deus, que não faz acepção de pessoas, que derrama sua graça ao pobre ou ao rico, ao jovem ou ao ancião, ao menos instruído ou ao pós-doutorado.

Em nossas relações Paulo nos ensina a seguir o modelo deixado por Cristo:

1) Humildade: Esvaziou-se a si mesmo e tornou-se servo;
2) Mansidão: Foi suave mesmo quando demonstrou a firmeza de suas convicções;
3) Longanimidade: Foi paciente
4) Suportando uns aos outros em amor: “O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, como eu vos amei” Jo 15.12

A unidade da Igreja dá testemunho da obra de Cristo em nossas vidas. Lembre-se de que fomos todos, independentemente de nossas diferenças, forças e fraquezas, remidos e lavados pelo sangue de Cristo, que nos purificou. Foi pela obra de Cristo na Cruz que hoje estamos unidos e podemos dizer, com convicção, que somos salvos, selados com o Espírito Santo, que somos propriedade de Deus, para o louvor de Sua glória.

Busquemos, portanto, seguir as orientações do apóstolo Paulo, para que não haja divisão no corpo. Para que, pelo contrário, cooperem os membros, com igual cuidado, em favor uns dos outros (conforme 1 Cor 12.25).

Heliomar Quadros Loredo
Ministério Diaconal

Recentes

Mensagem - A importancia da igreja local

Pastoral

A importância da Igreja local

Mensagem - Despertamento Espiritual

Pastoral

Despertamento Espiritual

Mensagem - Família

Família

Família

Comentários

Deixe o seu comentário!

Todos os campos são obrigatórios.