Notícias

1/12/2012 15:41 - Atualizado em 24/12/2012 15:44

China prende cristãos por explicarem significado do Natal em praça pública

Um grupo de nove cristãos foram presos em dezembro pela polícia da cidade de Shenzhen, na China, por pregarem em praça pública, a respeito do verdadeiro significado do Natal, segundo o cristianismo.

Uma unidade tática da polícia, composta por 40 homens, deteve o grupo, formado por sete mulheres e dois homens. O grupo, segundo o site China Aid, era liderado por Cao Nandi, da Igreja Heping Fellowship, e as mulheres, obreiras das igrejas Centro Guanai e Meilin.

O mesmo site afirma que todos os cristãos foram soltos após prestarem depoimentos na delegacia.

A igreja evangélica na China é a que mais cresce em todo mundo, porém, devido ao regime ditatorial do país, a pregação do Evangelho é proibida, e por isso, os evangélicos do país vivem anonimamente, formando o que se chama de “igreja subterrânea”.

Um documento de maio de 2011, divulgado recentemente pelo Telegraph, revelou que o Comitê Central do Partido Comunista Chinês, que controla o governo do país, exerce grande resistência à evangelização.

Segundo o Christian Post, o documento é um estudo realizado pelo governo sobre formas de impedir que estrangeiro ingressem nas universidades chinesas com a intenção de evangelizar os cidadãos do país.

As estratégias missionárias são classificadas pelo documento como “conspiração ocidental”, e orienta aos políticos regionais para impedirem o evangelismo no país, classificado no documento como “doença”.

-As forças hostis estrangeiras têm dado grande ênfase à utilização da religião para se infiltrarem na China e desencadearem os seus planos conspirativos de ocidentalizar e dividir a China. Consideram os institutos de ensino superior como alvos prioritários se infiltrarem, usando a religião, em particular o cristianismo – aponta o documento.

Na China, a religião budista é adotada pela maioria da população, porém o governo é declaradamente ateu, diferentemente da maioria dos países do mundo, que declaram o estado laico.

Entre protestantes e católicos, os cristãos da China somam hoje 67 milhões de pessoas, o equivalente a 5,1% da população do país, que soma mais de 1,3 bilhão de moradores, segundo o Pew Forum on Religion and Public Life.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Recentes

Adorarte 2017

Artes

Adorarte 2017

Outubro das Artes

Artes

Outubro das Artes

_DSC7979

Terceira Idade

Projeto Vitalidade

Comentários

  1. Marcia da Siva de Souza disse:

    Ola boa noite!
    Graças e a paz

    Gostaria de saber informações do curso Educação de Filhos à Maneira de Deus ,quais dia e horário.

    Desde ja agradeço atenção.

  2. Maria goretti Machado disse:

    Boa tarde. Gostaria de saber sobre aula de canto. Não sou da igreja, não sei se é um impedimento. Aguardo retorno. Grata. Maria goretti

Deixe o seu comentário!

Todos os campos são obrigatórios.