Mensagens

4/02/2013 11:08 - Atualizado em 4/02/2013 11:08

Construtores da Esperança

“Ou é, seguramente, por nós que ele o diz? Certo que é por nós que está escrito; pois o que lavra cumpre fazê-lo com esperança; o que pisa o trigo faça-o na esperança de receber a parte que lhe é devida” (1Co 9.10).“…Os Apóstolos, os anciãos e os irmãos, aos irmãos…”.

Vivenciamos no dia-a-dia a tragédia social que tem sua causa na desvalorização da pessoa humana alicerçada na crença de que a humanidade aprendeu a lidar com todas as questões de importância sem recorrer a Deus. Vivemos a dor de uma civilização egoísta, hedonista, descartável, em que tudo é relativo; uma civilização sem verdades, sem valores, sem coerência. Vivemos o tempo da desconstrução, mas não sabemos o que construir no lugar dos destroços.

Mãe e pai estão perplexos diante do mundo no qual querem criar os seus fi lhos e nem sempre percebem o que é necessário e básico na sua educação, nem sempre dão aos seus fi lhos uma palavra segura e um exemplo infl uente na vida espiritual, nem sempre têm sufi ciente autoridade moral e espiritual para exigirem deles um comportamento coerente com os princípios éticos de uma vida saudável, responsável e equilibrada.

Quantos de nós não caminhamos na vida como aqueles dois discípulos de Jesus que voltaram para Emaús lamentando a morte da esperança, cansados, desiludidos, sem fé,  convictos de que a vida não fornece mais esperança! Eles não perceberam que no meio  e todo aquele lamento a Esperança caminhava com eles. A desilusão era tanta que não conseguiram perceber a vitória da esperança sobre a morte.

É neste tempo que precisamos exercitar nossa fé e esperar contra a esperança. O apóstolo Paulo nos lembrou da esperança de Abraão e de Sara, uma “esperança contra a esperança”, como ele a classifi ca, quando já em idade avançada creram na promessa divina de um fi lho, de uma descendência de nações; ou seja, Abraão, Sara e o apóstolo  Paulo olharam a realidade (mesmo a realidade mais desesperadora) não com os olhos das esperanças frustradas, mas a partir da esperança maior, da esperança infinita, da  esperança eterna. Como Cristãos, precisamos sair, com um ardor renovado, testemunhando nossa fé a fim de sermos construtores da esperança para uma sociedade em crise, que antes de ser econômica é moral e espiritual. Não nos deixemos abater pelas filosofias, ideologias e principalmente pelas teologias de “conveniências”, mas, revestidos de toda a armadura de Deus, “combatamos o bom combate, sabendo que   nosso trabalho não é vão quando temos a bênção do Senhor”.

Pr. Valquimar Machado

Recentes

Mensagem - A importancia da igreja local

Pastoral

A importância da Igreja local

Mensagem - Despertamento Espiritual

Pastoral

Despertamento Espiritual

Mensagem - Família

Família

Família

Comentários

Deixe o seu comentário!

Todos os campos são obrigatórios.