Mensagens

27/08/2018 11:52 - Atualizado em 27/08/2018 11:52

“Em se plantando, tudo dá…”

A expressão “em se plantando tudo dá” é uma referência à carta escrita por Pero Vaz de Caminha ao rei Dom Manuel, por ocasião da descoberta do Brasil.

A carta, referindo-se à nova terra, dizia: “Nela, até agora, não pudemos saber que haja ouro, nem prata, nem coisa alguma de metal ou ferro; nem lho vimos. Porém a terra em si é de muito bons ares, assim frios e temperados, como os de Entre Doiro e Minho, porque neste tempo de agora os achávamos como os de lá. Águas são muitas; infindas. E em tal maneira é graciosa que, querendo-a aproveitar, dar-se-á nela tudo, por bem das águas que tem.”

Dessa carta é que surgiu a expressão “em se plantando tudo dá”, explicando que a terra era fértil.

Nos meus tempos de menino (e não era em Barbacena, e sim na Bahia), li muitas vezes as estórias de Jeca Tatu, personagem criado por Monteiro Lobato.

Jeca Tatu vivia dizendo que a sua terra não produzia nada e passava horas morosamente deitado em sua rede. Ao ser perguntado sobre o que plantava, respondia que não plantava nada. Ele não acreditava que a terra pudesse produzir alguma coisa.

É claro que a terra não poderia produzir coisa alguma! Ele não plantava!

Penso que esses dois personagens poderiam representar dois tipos de cristãos: Um, tem o olhar de esperança. Ele sabe que Deus é poderoso para transformar os corações endurecidos em terra fértil para fazer germinar a semente do Evangelho, produzindo frutos para a eternidade.

Outro tem o olhar pessimista. Preguiçosamente, desiste logo. Não consegue ver as oportunidades que surgem, assim como a manifestação de Deus na vida dos homens.

Pero Vaz de Caminha ou Jeca Tatu, com quem você se identifica?

Nós somos os semeadores da “boa semente”. A terra é o coração do homem. A responsabilidade que temos é a da semeadura. O resto, Deus fará!
Podemos ter certeza que a Palavra de Deus nunca é semeada em vão. Ela irá realizar o seu propósito – “Porque, assim como a chuva e a neve descem dos céus e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir e brotar, para que dê semente ao semeador, e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca: ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei” (Isaías 55.10-11).

Ela tem o poder para salvar aqueles que acreditam – “Porque não me envergonho do evangelho, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego” (Romanos 1.16).

Ao observar as multidões famintas e sedentas, Jesus disse aos seus discípulos: “Erguei os vossos olhos e observai os campos, que estão brancos para a colheita” (João 4.35).

Como servos de Deus, com coragem, submissão e obediência, semeemos a boa semente.

Pr. Arlécio Franco Costa

Recentes

Mensagem - Humildade e uma escolha

Pastoral

Humildade é uma escolha!

Mensagem - Sem lenha o fogo se apaga

Pastoral

Sem lenha, o fogo se apaga

Mensagem - Disponível para Deus

Pastoral

Disponível para Deus

Comentários

Deixe o seu comentário!

Todos os campos são obrigatórios.