Notícias

9/07/2015 17:26 - Atualizado em 9/07/2015 17:26

Histórias dos Hinos que cantamos – Benditos Laços

O Dr. John Fawcett era o pastor de uma pequena igreja em Wainsgate, e foi chamado para uma igreja maior em Londres, em 1772. Ele aceitou o chamado, e pregou o seu sermão de despedida. As carroças estavam carregadas com os seus livros e mobília, e tudo estava preparado para a sua partida, quando os seus paroquianos rodearam-no e com lágrimas em seus olhos pediram-lhe que ficasse.

Sua esposa disse: “Oh, John, John, eu não posso agüentar isso”. – “Nem eu”, exclamou o bom ministro, “nós não iremos. Descarreguem as carroças e ponham todas as coisas nos lugares em que estavam antes.”

Sua decisão foi saudada com grande alegria por seu povo, e ele escreveu as palavras deste cântico em comemoração ao acontecimento. Este cântico é o mais usado em despedidas em todo o mundo.

 

Benditos Laços

Ira David Sankey, conhecido hinista americano, diz em seu livro My Life and the Story of the Gospel Hymns(Minha Vida e a História dos Hinos Evangélicos):

“O Sr. Moody costumava contar de um professor de Escola Dominical, a quem ele havia dado uma classe de moças, que veio certa vez à sua loja, muito triste, dizendo que sofria de uma hemorragia nos pulmões, e seu médico lhe havia dito que precisava sair de Chicago. Ele estava triste porque sentia que não havia feito um esforço verdadeiro para salvar sua classe.

Por sugestão do Sr. Moody, eles foram imediatamente visitar cada um dos membros da classe, usando para isto uma charrete, e o jovem muito fraco, dizia a cada um o que podia.

Na reunião de despedida, onde todos estavam reunidos, eles tentaram cantar “Benditos Laços”, mas estavam muito emocionados e suas vozes falharam. Cada membro da classe entregou seu coração a Deus.”

 

Recentes

Noticia - Seminario para Mulheres

Eduação Cristã

Seminário Para Mulheres 2017

Banner Acampa JA 2017

Jovens e Adolescentes

Acampa JA 2017

Banner One Curso de Noivos

Família

ONE 2017.2 - Curso Para Noivos

Comentários

Deixe o seu comentário!

Todos os campos são obrigatórios.