Notícias

30/03/2013 23:55 - Atualizado em 30/03/2013 23:55

Igreja na Alemanha vende templos por falta de fiéis

Pela falta de membros, igrejas na Alemanha estão colocando seus templos à venda, há prédios que custam entre € 20 mil (R$ 51 mil) e € 135 mil (R$ 350 mil) e revelam o resultado da secularização na Europa, já que em outros países as capelas também estão sendo vendidas.

A crise afeta não só igrejas católicas como também protestantes, tanto que evangélicos criaram um site para divulgar mais de 170 templos e 140 terrenos que precisam ser vendidos.

O jornal espanhol “El País” mostra que entre 1990 e 2010 pelo menos 340 templos evangélicos foram fechados na Alemanha. Na Igreja Católica a crise é ainda maior: 400 templos fechados apenas em 2011 segundo dados da Conferência Episcopal daquele país.

São 10% a menos de evangélicos na Alemanha e 17% a menos de católicos, segundo índices recentes com dados da religião.

Se para os líderes religiosos a venda desses templos é a solução, para a população se torna um problema como aconteceu em Hamburgo onde um templo evangélico foi vendido e se tornou uma mesquita.

Por conta disso, cristãos e muçulmanos começaram a se enfrentar na cidade e um protesto organizado por 300 neonazistas foi organizado para reprimir os seguidores do islã. A confusão religiosa precisou da intervenção da polícia local para não tomar proporções maiores.

Fonte: Gospel Prime

Recentes

Banner Lidere Hospedagem

Eduação Cristã

LIDERE MG - Informações Sobre Hospedagem

Banner Escola de Música IBBP

Artes

Escola de Música IBBP

Banner Lidere

Eduação Cristã

LIDERE - Congresso de Liderança Espiritual Regional

Comentários

  1. João Vitor Alves Santos disse:

    Bom Dia,

    Minha noiva e eu temos interesse em realizar o curso de noivos, e gostaríamos de saber os valores, horários, datas e descrição do curso. Aguardo retorno.

    Obrigado.

  2. Sally Lopes Rosa disse:

    Boa tarde, gostaria de informação sobre curso de noivos.
    Grata

Deixe o seu comentário!

Todos os campos são obrigatórios.