Mensagens

3/11/2014 18:33 - Atualizado em 3/11/2014 18:40

Lavar os pés no contexto do casamento

No Evangelho de João 13.15, encontramos uma atitude humilde do Senhor Jesus. Ele tomou uma toalha, colocou água numa bacia, e, em seguida, lavou os pés de Seus discípulos.

Se a cruz é o símbolo de submissão do Mestre ao plano de Deus para a salvação dos homens, a toalha é o símbolo do serviço cristão.

Aquele nobre ato de Jesus Cristo, naquela noite fatídica, na qual Ele seria traído, é um protótipo de serviço e amor pelo próximo.

Àquela época, as pessoas andavam pelas ruas empoeiradas da Palestina e adquiriam, no percurso da caminhada, poeira em seus pés. Era um ato de boa educação lavar os pés das pessoas que se achegavam a uma casa para a refeição. Não lavá-los seria um gesto de egoísmo e falta de consideração.

Porém, lavar os pés, naquela cultura, era um serviço do servo mais humilde, do escravo. Àquela noite, ali, no Cenáculo, os Apóstolos de Jesus estavam presentes, porém ninguém se dispôs a lavar os pés uns aos outros.

Ele, perante quem um dia todo joelho de sobrará e toda língua confessará ser Senhor para a glória de Deus Pai, Ele, estava de joelhos diante de Seus apóstolos, sob os olhares fixos daqueles homens campesinos. Ele lavou até os pés daquele que iria traí-Lo. Com este ato sublime, Jesus Cristo mostrou que o segredo de uma vida cristã aprovada por Deus é a doação, o amor ao próximo.

Jesus Cristo é um modelo perfeito para casamento segundo os padrões de Deus. Ele mesmo disse: “Ora, se Eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns aos outros. Porque Eu vos dei o exemplo para que como eu vos fiz, façais vós também” João 13.14,15.

Nesse sentido, precisamos entender que o casamento cristão deve ter sua base no amor, na entrega total, no serviço, na fidelidade, no contentamento, no respeito mútuo de um pelo outro.

Isso significa que os cônjuges devem estar dispostos a doar-se um pelo outro, e, sobretudo, a cuidar um do outro, em fartura ou escassez, alegria ou tristeza. Lavar os pés, para os cônjuges, é estar juntos na hora da dificuldade, suportar o outro em sua fraqueza, criar um lar que glorifique a Deus, enxugar as lágrimas um do outro, caminhar juntos em todas as situações da vida.

Se os cônjuges fundamentarem-se no amor de Cristo e seguirem o modelo do Senhor Jesus – lavando os pés um do outro como forma de amor e doação – terão um casamento feliz e abençoado.

Pr. Arlécio F. Costa 

Recentes

Mensagem - O coracao de pastor

Pastoral

O coração de Pastor

Mensagem - Lideranca Espiritual

Educação Cristã

Liderança Espiritual

Mensagem - Lideranca Espiritual

Educação Cristã

Liderança Espiritual

Comentários

  1. Nivalde Teixeira de abreu disse:

    Toda honra e Glória ao nome do Senhor. Tenho sido muito edificado com as Pastorais e estudos dos amados pastores do Barro Preto.
    Para mim esta Igreja é um referencial de fé e seriedade no Cristianismo.

Deixe o seu comentário!

Todos os campos são obrigatórios.