Mensagens

22/01/2015 13:39 - Atualizado em 22/01/2015 13:39

O dízimo é uma questão de fé e obediência

Helen Keller nasceu cega e surda. Assistida por uma professora paciente e perseverante, ela lutou desesperadamente para aprender a falar. Helen Keller disse: “Uma simples fé infantil no divino Amigo, soluciona todos os problemas que possam surgir em nossa vida.” Ela aprendeu a viver pela fé no mundo do silencio total e da completa escuridão. Seu exemplo de fé comoveu e edificou a milhares de vidas.

Não importa o grau de dificuldade que as pessoas tenham que enfrentar, ninguém irá longe se não viver pela fé. “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que abençoa a todos os que O buscam.” Hebreus 11:6

Quando temos fé, não há dificuldade em aceitar toda a vontade de nosso Pai Celeste. A Bíblia declara que: “Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam. Fundou-a ele sobre os mares e sobre as correntes a estabeleceu.” Salmo 24: 1- 2.

A Bíblia também afirma que toda a prata e todo o ouro pertencem a Deus. Nós sabemos o que isto significa. Significa, simplesmente, que Deus é dono de toda a riqueza, de tudo o que há no mundo. Os bens que temos, sejam eles espirituais ou materiais, pertencem a Deus. Somos apenas mordomos, para aplicar da melhor maneira possível.

Por isso, quando Deus fala sobre o dízimo, não fala sobre uma oferta qualquer, mas, diz exatamente sobre a décima parte de alguma coisa. O sistema de dízimos é belo em sua simplicidade. Sua justiça é revelada pela aplicação proporcional sobre o rico e sobre o pobre. Na mesma proporção em que Deus nos concedeu o uso de Sua propriedade, nós devemos retribuir-Lhe o dízimo.

Deus é o dono de todas as coisas, e de toda a riqueza que existe no céu e na terra. Então perguntamos: Por que Deus quer o dízimo, se Ele é o dono de tudo?

A resposta só se encontra em uma questão: obediência. Quando Deus exige para Si o dízimo, Ele não apela a nossa gratidão ou nossa generosidade. Deus não precisa de nossos atos. Embora a gratidão deva constituir parte de nossas expressões dirigidas a Deus, devemos dizimar porque Deus nos ordenou fazê-lo. O dízimo pertence a Ele. Daí surge então outra pergunta: Qual a finalidade essencial do Dízimo?

A Bíblia responde: “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e provai-me nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós bênçãos sem medida.” Malaquias 3:10.

Os dízimos têm a finalidade de nos ensinar que é Deus quem supre todas as nossas necessidades e, também, para sustentar as atividades do reino de Deus. Em outras palavras, para que a Igreja de Deus disponha de fundos suficientes para a manutenção de seu ministério e para levar avante a pregação do evangelho. O dízimo é sagrado, então só deve ser utilizado para fins sagrados.

Seja fiel e, também, expresse gratidão a Deus através da entrega dos dízimos.

Pr. Arlécio F. Costa

Recentes

Mensagem - A importancia da igreja local

Pastoral

A importância da Igreja local

Mensagem - Despertamento Espiritual

Pastoral

Despertamento Espiritual

Mensagem - Família

Família

Família

Comentários

Deixe o seu comentário!

Todos os campos são obrigatórios.