Mensagens

21/12/2012 11:41 - Atualizado em 21/12/2012 11:42

Para falar de Natal

Para falar do Natal, não existem segredos, basta olhar para dentro de nós mesmos. No Natal, estamos propícios a amar mais, ser mais compreensivos, ser mais solidários. É o que nos envolve, este “espírito natalino”.

E o interessante é que em alguns países em que o cristianismo é perseguido e até banido, seus habitantes comemoram o Natal como uma festa de fraternidade humana, de congraçamento, de alegria; contudo, o verdadeiro dono da festa, nosso Senhor Jesus Cristo, está totalmente ausente dessas comemorações.

Mas, se você perceber, esse comportamento fraternal ocorre somente nesta época do ano.

O nascimento de Jesus Cristo tem o poder de causar essa transformação nos povos e em cada pessoa em particular. Ainda que muitos ignorem o verdadeiro espírito do Natal, surgem milhares de voluntários, pessoas fazendo seus donativos, pessoas se abraçando, trocando calor humano com seus familiares e amigos.

A pergunta que surge é esta: por quê? Por que essas coisas só ocorrem no mês de Dezembro? Será que é tão difícil sermos assim o ano inteiro?

Falar de Natal é falar no que Deus nos deu e no que Lhe podemos dar. O Natal que Deus espera de nós é um culto de adoração a Jesus e uma ação individual que honre e glorifique o Seu precioso nome.

Todos os dias de nossa vida devemos amar uns aos outros, respeitar uns aos outros, ser solidários. O mundo não funciona somente no Natal; as crianças da Casa de Apoio não necessitam de carinho apenas no Natal, assim como os nosso idosos do Recanto Vida; os necessitados, não passam fome e não sentem frio apenas no Natal.

Portanto, mais do que falar do Natal, devemos viver o amor de Deus, manifestado em Jesus, todos os dias das nossas vidas.

Pr. Arlécio Franco Costa

Recentes

Mensagem - AgostoJA

Jovens e Adolescentes

AgostoJA – A Cultura do Reino

Mensagem - Evangelizacao da Familia

Evangelismo e Missões

Evangelização da Família

Mensagem - CEU

Evangelismo e Missões

CEU - Campanha de Evangelização Urbana

Comentários

Deixe o seu comentário!

Todos os campos são obrigatórios.