Mensagens

2/05/2017 14:40 - Atualizado em 2/05/2017 14:40

Proclamadores do Reino da Esperança: Canção para Ele

Durante todo este mês pudemos refletir em vidas que marcaram seu tempo por carregarem uma mensagem: Ele virá! Elias, Moisés, Ezequiel e Davi foram, em dias de desespero, mensageiros da Esperança. Como balões que voam alto, mesmo estando em terra firme, conheceram as maiores alturas… O Altíssimo.

Lembro-me então de uma outra mulher, uma poetiza, lindo balão em nossos dias. Ela diz, com excelência, aquilo que eu ainda balbucio. Deixo vocês em melhor companhia.

Canção para ELE
Myrtes Mathias

“Abri mais uma vez o Seu Testamento.
Quantas vezes já repeti este gesto?
Quantas vezes não me trouxe consolo?

É tão bom ter amigos, tão difícil encontrá-los,
assim verdadeiros, pacientes, incondicionais,
preocupados com o destino da gente,
prontos a morrer, se preciso for.

Não consigo lembrar-me quando foi que O encontrei.
Seu convite foi meu canto de ninar: “Vinde, meninos, vinde a Jesus…”.
Mas não sei quando foi que fizemos o pacto: O Belo tem sabor de eternidade.
Infelizmente O tenho negado, mas Ele permanece fiel,
não pode negar-se a Si mesmo.
Por isso o mundo se admira:
- Como pode Ele, grande, sábio, poderoso e santo, ser seu Amigo?
Eu sei por quê: “A quem muito ama, muito se perdoa.”

Abro mais uma vez o Seu Testamento: ele me consola,
faz-me lembrar que Ele pensou em mim,
que me amou primeiro, que fizemos um pacto,
que voltará para me buscar,
para que eu não precise mais ler o Seu Testamento,
nem escrever-lhe cartas;
para que eu fique a Seus pés, humilde e feliz,
absorvida pela Sua grandeza,
o coração cheio da alegria santa
que se sente perto de um amigo,
quando este Amigo
é mais que amigo – É DEUS!”

Andréa Guimarães
Ministra de Educação Cristã

Recentes

Mensagem - A importancia da igreja local

Pastoral

A importância da Igreja local

Mensagem - Despertamento Espiritual

Pastoral

Despertamento Espiritual

Mensagem - Família

Família

Família

Comentários

Deixe o seu comentário!

Todos os campos são obrigatórios.